UEL 2007

22- Max Weber, teórico cujos conhecimentos
continuam básicos para a Sociologia, procurou não
apenas conhecer a sociedade moderna, mas
explicar sua estrutura de dominação política e
econômica e suas disparidades.
Com base no enunciado e nos conhecimentos
sobre o autor, assinale a alternativa correta:
a) Para Weber, os interesses coletivos estão acima
dos interesses particulares, portanto, é possível
transformar a realidade social por meio da
acentuada divisão social do trabalho, já que esta
produz a solidariedade orgânica e ainda possui o
Direito Penal que, com suas sanções repressivas,
pode normalizar a sociedade nos momentos de
crise.
b) De acordo com o autor, a divisão do trabalho
capitalista expressa modos de segmentação da
sociedade que levam os indivíduos a ocuparem
posições desiguais, gerando antagonismos de
classes. Assim, a classe explorada, que no
capitalismo é a classe operária, seria a única
capaz de realizar a mudança da sociedade
capitalista para uma sociedade menos desigual.
c) Weber considera que somente a renda e a posse
geram desigualdades. Assim, a possibilidade do
desenvolvimento de uma sociedade mais justa é
utópica, pois as vantagens materiais derivam dos
próprios méritos dos indivíduos, que já nascem
desiguais em relação aos dons naturais,
inteligência, gosto e coragem, entre outros.
d) O autor, numa perspectiva simbólica, procura
explicar a sociedade capitalista e a sua
possibilidade de transformação. Considera que é
necessário analisar a sociedade
microssociologicamente, pois, como só alguns
grupos possuem capital simbólico e econômico de
maior significância na hierarquia social,
reproduzem a cultura, a ideologia, organizando o
sistema simbólico segundo a lógica da diferença.
e) Segundo Weber, as classes, os estamentos e os
partidos são fenômenos de distribuição de poder
dentro de uma comunidade, que se legitimam e se
definem pelos valores sociais convencionalmente
estabelecidos em dada sociedade.
resposta: E

UEL 2007

28- De acordo com Octavio Ianni: “Para melhor
compreender o processo de estratificação social,
enquanto processo estrutural, convém partirmos do
princípio. Isto é, precisamos compreender que a
maneira pela qual se estratifica uma sociedade
depende da maneira pela qual os homens se
reproduzem socialmente”.
Fonte: IANNI, O. Estrutura e História. In IANNI, Octavio (org).
Teorias da Estratificação Social: leitura de sociologia. São
Paulo: Cia. Editora Nacional, 1978, p. 11.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre
estratificação social, considere as afirmativas a
seguir:
I. Os estamentos são formas de estratificação
baseadas em categorias socioculturais como
tradição, linhagem, vassalagem, honra e
cavalheirismo.
II. As classses sociais são formas de
estratificação baseadas em renda, religião, raça
e hereditariedade.
III. As mudanças sociais estruturais ocorrem
quando há mudanças significativas na
organização da produção e na divisão social do
trabalho.
IV. As castas são formas de estratificação social
baseadas na propriedade dos meios de
produção e da força de trabalho.
A alternativa que contém todas as afirmativas
corretas é:
a) I e II
b) I e III
c) II e III
d) I, II e IV
e) II, III e IV
resposta: B

UEL 2007

35- A desigualdade é um problema histórico que se
manifesta em diversos aspectos da estrutura social
brasileira. Analise o gráfico a seguir sobre o
rendimento médio real mensal dos negros e nãonegros
nas Regiões Metropolitanas e Distrito
Federal – Biênio 2004/2005.
 
 
Fonte: Convênio DIEESE/SEADE, TEM/FAT e convênios regionais. PED-Pesquisa de Emprego
e Desemprego
Elaboração: DIEESE
Obs: a) Cor negra = pretos + pardos. Cor não-negra = brancos + amarelos
b) Inflatores utilizados: IPCA-BH/IPEA, INPC-DF-IBGE, IPC-IEPE/RS, INPC-RMR/PE,
IPC-SEI/BA, ICV- DIEESE/SP
c) Exclusive os assalariados e os empregados domésticos mensalistas que não tiveram
remuneração no mês, os trabalharores familiares sem remuneração salarial e os
empregados que receberam exclusivamente em espécie ou benefício.
d) Dados apurados entre janeiro de 2004 e setembro de 2005.
De acordo com os dados sobre as diferenças entre
o rendimento médio de negros e não-negros nas
regiões metropolitanas do Brasil, assinale a
alternativa correta:
a) O Distrito Federal apresenta a maior diferença de
rendimentos entre negros e não-negros em
comparação às demais regiões metropolitanas.
b) Nas regiões metropolitanas industrializadas, a
diferença entre o rendimento médio de não-negros
e negros é menor do que nas regiões não
industrializadas.
c) Nas regiões metropolitanas do Sudeste, a
diferença entre o rendimento médio de não-negros
e negros é menor do que nas regiões
metropolitanas do Sul.
d) Nas regiões metropolitanas de São Paulo e
Salvador, negros recebem aproximadamente 50%
do rendimento médio de um não-negro.
e) Nas regiões metropolitanas do Sudeste, a
diferença entre o rendimento médio de não-negros
e negros é menor do que nas regiões
metropolitanas do Nordeste.
resposta: D

UEL 2007

37- Em relação ao processo de formação social no
Brasil, o sociólogo Florestan Fernandes escreveu:
“Lembremo-nos de que da vinda da Família Real, em
1808, da abertura dos portos e da Independência, à
Abolição em 1888, à Proclamação da República e à
“revolução liberal”, em 1930, decorrem 122 anos, um
processo de longa duração, que atesta claramente
como as coisas se passaram. Esse quadro sugere,
desde logo, a resposta à pergunta: a quem beneficia a
mudança social?”
Fonte: FERNANDES, F. As Mudanças Sociais no Brasil. In IANNI,
Octavio (org) Florestan Fernandes: coleção grandes cientistas
sociais. São Paulo: Ática, 1986, p. 155-156.
De acordo com o texto e os conhecimentos sobre o
tema, em relação à indagação feita pelo autor, é
correto afirmar que a mudança social beneficiou:
a) Fundamentalmente os trabalhadores, uma vez que
as liberdades políticas e as novas formas de
trabalho aumentaram a renda.
b) Os grupos sociais que dispunham de capacidade
econômica e poder político para absorver os
efeitos construtivos das alterações ocorridas na
estrutura social.
c) A elite monárquica, pois ao monopolizar o poder
político impediu que outros grupos sociais
pudessem surgir e ter acesso aos efeitos
construtivos das alterações na estrutura social.
d) Os grupos sociais marginalizados ou excluídos,
pois, em decorrência deste processo, passaram a
fazer parte do processo produtivo.
e) A população negra, uma vez que a alteração na
estrutura da sociedade criou novas oportunidades
de inserção social.
resposta: B

Blog Stats

  • 271,788 visitas
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 111 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: