UEL 2005

37- “Cascavel – Uma pequena cidade no interior do Paraná
está provando que machismo é coisa do passado. Com
15 mil habitantes, conforme o IBGE, Ampére (a 150
quilômetros de Cascavel), no Sudoeste, tem fartura de
emprego para as mulheres. Ex-donas de casa partiram
para o trabalho fixo, enquanto os homens,
desempregados ou não, passaram a assumir os serviços
domésticos. Assim, elas estão garantindo mais uma fonte
de renda para a família, além de eliminar antigos
preconceitos. A situação torna-se ainda mais evidente
quando os homens estão desempregados e são as
mulheres que pagam as contas básicas da família.
Conforme levantamento informal, em Ampére, o número
de homens sem vínculo empregatício é maior do que o de
mulheres. Para driblar as dificuldades, eles fazem bicos
temporários e quando não há serviço, tornam-se donos de
casa. O motivo para essa mudança de comportamento é a
[…] Industrial Ltda., uma potência no setor de confecções
que dá emprego a 1200 pessoas, das quais 80% são
mulheres. Com a fábrica, famílias migraram do interior
para a cidade. As mulheres abandonaram o posto de
donas de casa ou de empregadas domésticas,
aprendendo a apostar na capacidade de competição”.
(Costa, Ilza Costa. Papéis trocados. Gazeta do Povo,
Curitiba, 01 out. 1999. p. 14.) O fenômeno da troca de
papéis sociais, relatado no texto, ilustra a base da
tese usada por Karl Marx (1818-1883) na explicação
geral que formula sobre a relação entre a infraestrutura
e a supra-estrutura na sociedade capitalista.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre essa
tese de Karl Marx, é correto afirmar:
a) Na explicação das mudanças ocorridas no
comportamento coletivo, deve-se privilegiar o papel
ativo do indivíduo na escolha das ações, ou seja, o
que importa é a motivação que inspira suas opções.
b) É a imitação que constitui a sociedade, enquanto a
invenção abre o caminho das mudanças e de seu
progresso. A invenção, produtora das transformações
sociais, é individual, dependendo de poucos;
enquanto a imitação, coletiva, necessita sempre de
mais de uma pessoa.
c) A família é a verdadeira unidade social; é a célula
social que, em seu conjunto, compõe a sociedade.
Portanto, a sociedade não pode ser decomposta em
indivíduos, mas em famílias. É a família a fonte
espontânea da educação moral, bem como a base
natural da organização política.
d) Há uma relação de determinação entre a maneira
como um grupo concreto estrutura suas condições
materiais de existência – chamada de modo de
produção – e o formato e conteúdo das demais
organizações, instituições sociais e idéias gerais
presentes nas relações sociais.
e) A organização social deve fundar-se na separação
dos ofícios, inerente à divisão do trabalho social e na
combinação dos esforços individuais. Sem divisão do
trabalho social, não há cooperação e, portanto, a
coesão social entre as classes torna-se impossível.
resposta: D
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 694,370 visitas
%d blogueiros gostam disto: