UEL 2006

21- “Em geral, o feminismo veio demonstrar que a opressão
tem muitas faces, uma das quais é a opressão das
mulheres por via da discriminação sexual. Ao privilegiar a
opressão de classe, o marxismo secundarizou e, no fundo,
ocultou a opressão sexual e, nessa medida, o seu projeto
emancipatório ficou irremediavelmente truncado. […] Se
para as feministas marxistas, a primazia explicativa das
classes é admissível desde que seja articulada com o
poder e a política sexual, para a maioria das correntes
feministas não é possível estabelecer, em geral, a primazia
das classes sobre o sexo ou sobre outro fator de poder e
de desigualdade e algumas feministas radicais atribuem
mesmo a primazia explicativa ao poder sexual.” (SOUZA
S., Boaventura. Pela mão de Alice, o social e o político na
pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 1996. p. 41.)
De acordo com o texto, é correto afirmar:
a) A teoria marxista das classes, como explicação das
relações de gênero, é o fundamento dos movimentos
feministas.
b) Ao priorizar a opressão de classe, o marxismo
eclipsou a opressão feminina, destituindo-a de sua
relevância social.
c) As feministas marxistas defendem a primazia do
poder sexual sobre a de classes.
d) O feminismo radical, ao explicitar a discriminação
sexual como forma de opressão, fortaleceu o
entendimento marxista da sociedade.
e) O projeto emancipatório das feministas teve
significativo impulso após a adoção do marxismo
enquanto modelo explicativo da opressão feminina.
resposta: B
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 798,231 visitas
%d blogueiros gostam disto: