UEM 2009 – inverno

Questão 14
Utilizando seus conhecimentos sobre o conceito de
“modo de produção”, assinale o que for correto sobre
suas características no capitalismo.
01) Exige que o trabalho humano acompanhe as
constantes transformações do mundo do trabalho,
separando as unidades de concepção das de
produção.
02) Estruturou a divisão da sociedade entre proprietários
dos meios de produção e proprietários da força de
trabalho. Essa diferenciação marcou não só as
relações dentro de ambientes fabris, mas também os
locais de moradia e lazer dos trabalhadores.
04) Organizou a produção de uma forma de
conhecimento científico que propiciou a apropriação
intensa da natureza. Contudo os benefícios gerados
por tal apropriação não alcançaram a sociedade como
um todo.
08) Ao mesmo tempo em que deixou o indivíduo livre
para trocar sua força de trabalho por salário, gerou
um processo de alienação do trabalhador.
16) Procurou o aperfeiçoamento técnico constante, mais
produtividade dos operários e racionalização dos
processos produtivos, com o objetivo de expandir os
lucros e baixar os custos de produção.
 
resposta: 31
Anúncios

UEM 2008 – inverno

07 – Ao discorrer sobre ideologia, Marilena Chauí afirma
que “(…) a coerência ideológica não é obtida
malgrado as lacunas, mas, pelo contrário, graças a
elas. Porque jamais poderá dizer tudo até o fim, a
ideologia é aquele discurso no qual os termos
ausentes garantem a suposta veracidade daquilo que
está explicitamente afirmado”. (O que é ideologia.
São Paulo: Brasiliense, 1981, p. 04). Considerando
o texto acima e o conceito de ideologia para Karl
Marx, assinale o que for correto.
 
01) Na maioria das sociedades capitalistas, as
desigualdades são ocultadas pelos princípios
ideológicos que afirmam a importância dos
seguintes elementos: o progresso, o “vencer na
vida”, o individualismo, a mínima presença do
Estado na economia e a soberania popular por
meio da representação.
02) Ideologia corresponde às idéias que
predominam em uma determinada sociedade,
portanto expressa a realidade tal qual ela é na
sua objetividade.
04) Uma pessoa pode elaborar uma ideologia,
construir uma “questão” individual sem
interferências anteriores e influências
comunitárias para a sua sustentação. Assim,
com base em sua própria ideologia, ela poderá
refletir e agir em sua sociedade.
08) Na sociedade brasileira, a ideologia da
democracia racial afirma que índios, negros e
brancos vivem em harmonia, com igualdade de
condições. Essa formulação omite as
desigualdades étnicas existentes no país.
16) Ideologia consiste em idéias que predominam na
sociedade e que, por isso, são internalizadas por
todos os indivíduos. Portanto não existem
possibilidades de se romper com seus
pressupostos.
 
resposta: 09

UEM 2008 – inverno

11 – Considerando que a produção e a circulação de bens
e de serviços são o resultado da combinação de
trabalho, matéria-prima e instrumentos de produção,
assinale o que for correto.
 
01) Para Karl Marx, no capitalismo, os
trabalhadores encontram-se alienados pelo fato
de não se apropriarem dos resultados do seu
trabalho nem controlarem o processo produtivo.
02) Na produção capitalista contemporânea, a
ciência e a tecnologia tornaram-se forças
produtivas e agentes de acumulação do capital.
04) As atividades relacionadas às artes e à atividade
intelectual não podem ser consideradas trabalho,
pois não produzem riqueza material.
08) No modo de produção asiático, os escravos e os
camponeses entregavam a sua produção ao
Estado, porém o excedente da produção era
dividido igualmente por toda a população.
16) A partir das mudanças ocorridas em seu
processo de produção, o sistema feudal entrou
em declínio, assim, os países europeus
predominantemente agrários lentamente se
transformaram em urbano-industriais.
 
resposta: 11

UEL 2010

30) De acordo com K. Marx, uma situação semelhante à descrita no texto, em que trabalhadores isolados em suas tarefas no processo produtivo “não percebem seus colaboradores na mesma obra, nem tem idéia dessa obra comum”, é explicada pelo conceito de:
a) Alienação.
b) Ideologia.
c) Estratificação.
d) Anomia social.
e) Identidade social.

 

Resposta: A

UEL 2008

38) No capitalismo, os trabalhadores produzem todos os objetos existentes no mercado, isto é, todas as mercadorias; após havê-las produzido, entregam-nas aos proprietários dos meios de produção, mediante um salário; os proprietários dos meios de produção vendem as mercadorias aos comerciantes, que as colocam no mercado de consumo; e os trabalhadores ou produtores dessas mercadorias, quando vão ao mercado de consumo, não conseguem comprá-las. […] Embora os diferentes trabalhadores saibam que produziram as diferentes mercadorias, não percebem que, como classe social, produziram todas elas, isto é, que os produtores de tecidos, roupas, alimentos […] são membros da mesma classe social. Os trabalhadores se vêem como indivíduos isolados […], não se reconhecem como produtores da riqueza e das coisas.
(CHAUÍ, M. Convite à Filosofia. 13 ed. São Paulo: Ática, 2004. p. 387.)

 

Com base no texto e nos conhecimentos sobre alienação e ideologia, considere as afirmativas a seguir:
a) A consciência de classe para os trabalhadores resulta da vontade de cada trabalhador em superar a situação de exploração em que se encontra sob o capitalismo.
b) É no mercado que a exploração do trabalhador torna-se explícita, favorecendo a formação da ideologia de classe.
c) A ideologia da produção capitalista constitui-se de imagens e idéias que levam os indivíduos a compreenderem a essência das relações sociais de produção.
d) As mercadorias apresentam-se de forma a explicitar as relações de classe e o vínculo entre o trabalhador e o produto realizado.
e) O processo de não identificação do trabalhador com o produto de seu trabalho é o que se chama alienação. A ideologia liga-se a este processo, ocultando as relações sociais que estruturam a sociedade.
resposta: E

UEL 2008

24) Segundo Braverman:
O mais antigo princípio inovador do modo capitalista de produção foi a divisão manufatureira do trabalho […] A divisão do trabalho na indústria capitalista não é de modo algum idêntica ao fenômeno da distribuição de tarefas, ofícios ou especialidades da produção […].
(BRAVERMAN, H. Trabalho e capital monopolista. Tradução Nathanael C. Caixeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. p. 70.)
O que difere a divisão do trabalho na indústria capitalista das formas de distribuição anteriores do trabalho?
a) A formação de associações de ofício que criaram o trabalho assalariado e a padronização de processos industriais.
b) A realização de atividades produtivas sob a forma de unidades de famílias e mestres, o que aumenta a produtividade do trabalho e a independência individual de cada trabalhador.
c) O exercício de atividades produtivas por meio da divisão do trabalho por idade e gênero, o que leva à exclusão das mulheres do mercado de trabalho.
d) O controle do ritmo e da distribuição da produção pelo trabalhador, o que resulta em mais riqueza para essa parcela da sociedade.
e) A subdivisão do trabalho de cada especialidade produtiva em operações limitadas, o que conduz ao aumento da produtividade e à alienação do trabalhador.
resposta: E

UEL 2006

27- “A indústria cultural vende Cultura. Para vendê-la, deve
seduzir e agradar o consumidor. Para seduzí-lo e agradálo,
não pode chocá-lo, provocá-lo, fazê-lo pensar, fazê-lo
ter informações novas que perturbem, mas deve
devolver-lhe, com nova aparência, o que ele sabe, já viu,
já fez. A ‘média’ é o senso-comum cristalizado que a
indústria cultural devolve com cara de coisa nova […].
Dessa maneira, um conjunto de programas e publicações
que poderiam ter verdadeiro significado cultural tornam-se
o contrário da Cultura e de sua democratização, pois se
dirigem a um público transformado em massa inculta,
infantil, desinformada e passiva.” (CHAUÍ, Marilena.
Filosofia. 7. ed. São Paulo: Ática, 2000. p. 330-333.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre
meios de comunicação e indústria cultural,
considere as afirmativas a seguir.
I. Por terem massificado seu público por meio da
indústria cultural, os meios de comunicação
vendem produtos homogeneizados.
II. Os meios de comunicação vendem produtos
culturais destituídos de matizes ideológicos e
políticos.
III. No contexto da indústria cultural, por meio de
processos de alienação de seu público, os
meios de comunicação recriam o senso comum
enquanto novidade.
IV. Os produtos culturais com efetiva capacidade
de democratização da cultura perdem sua
força em função do poder da indústria
cultural na sociedade atual.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e II.
b) I e III.
c) II e IV.
d) I, III e IV.
e) II, III e IV.
resposta: D

UEL 2006

25- O misterioso da forma da mercadoria reside no
fato de que ela reflete aos homens as
características sociais do seu próprio trabalho,
como características objetivas dos próprios
produtos do trabalho e, ao mesmo tempo,
também da relação social dos produtores com o
trabalho total como uma relação social existente
fora deles, entre objetos. (Adaptado: MARX, Karl. O
Capital. São Paulo: Nova Cultural, 1988. p. 71.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
tema, é correto afirmar que, para Marx:
a) As mercadorias, por serem objetos, são destituídas
de qualquer vinculação com os seus produtores.
b) As mercadorias materializam a harmonia
presente na realização do trabalho alienado.
c) Os trabalhadores, independentemente da
maneira como produzem a mercadoria, são
alijados do processo de produção.
d) As mercadorias constituem-se em um elemento
pacificador das relações entre patrões e
trabalhadores.
e) A mercadoria, no contexto do modo capitalista de
produção, possui caráter fetichista, refletindo os
aspectos sociais do trabalho.
resposta: E

UEL 2004

37- “Depois de viajar nas alturas durante toda a campanha eleitoral no ano passado e resistir bravamente em alta durante o começo do governo Lula, o dólar finalmente começou a voltar a seu valor de equilíbrio, aquele em que reflete as condições econômicas do país sem os sustos especulativos das eleições e outros terremotos emocionais que os mercados usam com maestria para obter lucros.” (O dólar baixa a crista. Veja, São Paulo, v. 36, n. 17, p. 108, 30 abr. 2003.)
O texto expressa fenômenos típicos da sociedade capitalista: fetichismo e alienação. Sobre esses fenômenos, considere as seguintes afirmativas.
I. Na situação apresentada, integram um processo que, nesse caso, sujeita o capital financeiro a um comportamento racional cuja conseqüência é a alocação ótima de recursos.
II. São fenômenos sociais nos quais as mercadorias e o capital aparecem às pessoas como possuidoras de vida própria.
III. São fenômenos que, na situação apresentada, revelam a insensibilidade dos agentes econômicos às influências da esfera política e aos eventos de caráter psicossocial.
IV. São fenômenos nos quais os homens, a exemplo da situação apresentada, não se reconhecem nas obras que criaram e deixam-se governar por elas.
Assinale a alternativa em que as afirmativas sintetizam de forma correta as análises sobre esses fenômenos.
a) I e II.
b) I e III.
c) II e IV.
d) I, III, IV.
e) II, III, IV.
resposta: C

Blog Stats

  • 862,470 visitas
%d blogueiros gostam disto: