UEM 2008 – verão

Questão 16
Considerando o debate sociológico sobre o tema das
“desigualdades sociais” no Brasil, assinale o que for
correto.
 
01) O desemprego é uma condição de vida
experimentada por muitos indivíduos na atualidade.
Ele é analisado pelas teorias sociológicas como uma
“questão social”, podendo ser um fenômeno que
envolve diversos elementos estruturais de uma ou de
várias sociedades.
02) O aumento significativo do número de divórcios é
resultado dos problemas que afetam os indivíduos em
particular, destruindo lares e famílias, exigindo
soluções específicas para cada pessoa.
04) As desigualdades socioeconômicas entre brancos e
negros são explicadas pelo sentimento de
inferioridade que os negros, historicamente,
cultivaram, não tendo relação com o regime de
produção baseado na monocultura, no latifúndio e na
escravidão.
08) Os negros integram o grupo social que permanece por
menos tempo na escola. A implantação de políticas
públicas que tenham como meta sua inclusão no
sistema formal de ensino integra, na atualidade, o
grupo das ações afirmativas, discutidas pelas
instituições de ensino superior.
16) O desemprego, o divórcio e as desigualdades
socioeconômicas entre negros e brancos podem ser
analisadas como “questões sociais” que produzem
efeitos perversos exclusivamente nas classes sociais
menos favorecidas.
 
resposta: 09

UEL 2010

Leia o texto a seguir:
Em 1978, uma greve que parecia amalucada, organizada em menos de uma semana na fábrica de ônibus e caminhões Scania-Vabis, em São Bernardo do Campo, alastrou-se por boa parte do ABC paulista. Questionou a legislação sindical então ultrarrestritiva, ampliou o direito de greve, deixou perplexos os patrões e na defensiva a ditadura militar; construiu novos paradigmas para a ação dos sindicatos e projetou pela primeira vez o nome de Luiz Inácio da Silva, o Lula, para fora dos meios metalúrgicos. Trinta anos depois, alguns destacados militantes dessa jornada se perguntam: “Acabou?”. (Militantes questionam o rumo do sindicalismo 30 anos após greve de 78, Folha de São Paulo, 11 maio 2008.)
Sobre o processo histórico referido no texto e com base nos conhecimentos sobre as mudanças recentes nas relações de trabalho, considere as afirmativas a seguir:
I. O movimento grevista do fim da década de 1970 aumentou sua legitimidade e importância entre os trabalhadores porque atuou dentro da estrutura sindical oficial de Estado e por ser custeado pelo imposto obrigatório.
II. Embora tenha ampliado o direito de greve e contestado o regime político vigente no país, as greves citadas não surtiram maiores consequências práticas, o que se verifica no distanciamento que adotaram em relação ao movimento para a redemocratização do país.
III. Após as greves de 1978, o movimento sindical brasileiro conheceu grandes avanços na década de 1980, vistos pelo aumento da taxas de sindicalização em setores antes não alcançados, como trabalhadores rurais, camadas médias e funcionários públicos.
IV. Trinta anos depois, devido à reestruturação produtiva e ao aumento do desemprego, as práticas sindicais dominantes tendem a uma maior aproximação com as empresas e com o Estado e ao distanciamento em relação às bases dos trabalhadores.

 

Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e III são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

 

Resposta: C

UEL 2010

28) Leia o texto a seguir:
Tenho 32 anos e, como a maioria das pessoas da minha geração, já fui demitido – mais de uma vez. Você fica mal e se sente impotente. Nossos pais entravam em uma empresa e saíam de lá aposentados, mas agora isso é passado. O mercado está em movimento o tempo todo e precisamos nos preparar para enfrentar essas mudanças. Quem está preparado não fica sem emprego. Por isso corro atrás. (Depoimento de André Luiz Fernandes. Demita o patrão. Super Interessante. São Paulo: Abril, 14 ago. 2009, ed. 268, p. 17.)
Com base no texto e nos conhecimentos atuais sobre o mundo do trabalho, é correto afirmar:
a) O fenômeno assinalado e presente com maior intensidade no Capitalismo a partir dos anos 1990 é definido conceitualmente como “empregabilidade”, isto é, tem maior oportunidade de conseguir emprego quem se qualifica permanentemente.
b) O traço distintivo entre o capitalismo do início do século XX e o do começo do século XXI é que o primeiro era estático, daí garantir estabilidade no emprego até o final do ciclo de vida do trabalhador.
c) O desenvolvimento recente do capitalismo garante trabalho aos que estudam, o que se reflete, hoje, nas baixas taxas de desemprego a níveis mundiais e o sucesso das políticas de pleno emprego.
d) As diferentes fases do capitalismo reforçaram a falta de conexão entre formação, qualificação e possibilidade de inserção no mercado de trabalho.
e) Foi de modo semelhante que as diversas gerações dos anos de 1950 e 1990 inseriram-se no mercado de trabalho, garantindo planejamento estável em termos de empregabilidade ao longo do tempo de vida produtiva.

 

Resposta: A

UEL 2005

23- “A legislação penal do fim do século XIX determinava: a
ociosidade era considerada ‘crime’ e, como tal, punida.
Reconhecida e legitimada abertamente, a prática da
repressão aos desempregados e subempregados – os
pobres – ficava clara no discurso dos responsáveis pela
segurança pública e pela ordem nas cidades. O controle
social dessas camadas deveria ser realizado de forma
rígida. Sidney Chalhoub afirma que os legisladores
brasileiros utilizam o termo ‘classes perigosas’ como
sinônimo de ‘classes pobres’, e isso significa dizer que o
fato de ser pobre o torna automaticamente perigoso à
sociedade […]. A existência do crime, da vagabundagem e
da ociosidade justificava o discurso de exclusão e
perseguição policial às camadas pobres e despossuídas”.
(PEDROSO, Regina Célia. Violência e cidadania no
Brasil: 500 anos de exclusão. São Paulo: Ática, 2002. p.
24.) O texto acima discute a configuração das classes
sociais no Brasil, tomando como referência as
questões da cidadania e da violência.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é
correto afirmar que, no final do século XIX, no Brasil:
a) A ação dos poderes públicos no trato da questão social
estava centrada na supressão dos desníveis entre as
classes sociais, condição básica para a emergência do
Brasil industrializado.
b) A herança colonial da estrutura social brasileira conduzia
o poder estatal a reconhecer como legítimas as lutas das
classes populares no questionamento da estrutura
política oligárquica vigente.
c) O combate às “classes perigosas” obrigava os poderes
públicos à implementação de políticas de geração e
distribuição de renda, reduzindo, assim, a influência do
Partido Comunista Brasileiro junto aos pobres.
d) O desemprego e a criminalidade referidos às classes
populares, eram vistos pelos poderes públicos, menos
como questão social e mais como questão de polícia,
dentro de uma concepção restritiva de cidadania.
e) A repressão policial restringia-se aos desempregados e
subempregados, pois os trabalhadores assalariados
eram protegidos por uma legislação trabalhista que
garantia, por exemplo, aposentadoria e descanso
remunerado.
resposta: D

UEL 2003

36 – O desemprego vem aumentando desde a década de 1980 em todo o mundo, nos países pobres e ricos. As explicações mais disseminadas entre acadêmicos e jornalistas referem-se sobretudo às inovações tecnológicas, às mudanças no modo de organizar a produção e à defasagem na qualificação dos trabalhadores. Contudo, alguns economistas têm apresentado uma outra variante fundamental para o entendimento do fenômeno do desemprego: o crescimento econômico. Sobre essa variante observe o gráfico abaixo, com dados da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

(Folha de S. Paulo, 1 maio 1998. Caderno Especial – Trabalho, p. 2.)
A partir da leitura do gráfico, considere as seguintes afirmativas sobre a redução do emprego.
I. Comparando-se os períodos de 1964-1973 e 1983-1992, os EUA foram o único país a ter um aumento da taxa de desemprego combinado com a elevação da taxa de crescimento econômico.
II. No período de 1983-1992, a França e o Reino Unido apresentaram os menores índices de desemprego entre os países desenvolvidos.
III. Nos períodos de 1964-1973 e 1983-1992, o Japão foi o único país a registrar um aumento relativamente pequeno no índice de desemprego, apesar de apresentar uma grande diminuição na taxa de crescimento econômico.
IV. O baixo índice de desemprego nos países desenvolvidos no período de 1964-1973 ocorre ao mesmo tempo em que se verificam taxas de crescimento econômico maiores do que as observadas no período 1983-1992, com exceção dos EUA.
Estão corretas apenas:
a) I, II e III.
b) I, III e IV.
c) III e IV.
d) II e IV.
e) I e II.
resposta: B

Blog Stats

  • 1.353.146 visitas
%d blogueiros gostam disto: