UEM 2009 – inverno

Questão 18
Leia o texto abaixo:
“Portanto, quando falamos que há corrupção num Estado,
convém analisar se é no Estado como um todo, no
conjunto das suas instituições e em toda a sua população,
ou se essa corrupção está restrita a alguma das partes,
seja da forma, seja da matéria. Como regra, a corrupção
nunca atinge todo o corpo político e todas as instituições
de uma vez, sempre há alguma parte que resiste e ainda
não foi contaminada, pois é impossível que um Estado
corrompido em todas as suas partes ainda consiga
sobreviver.” (MARTINS, José Antônio. Corrupção. Rio
de Janeiro: Editora Globo, 2008, p.38.)
Considerando o texto e seus conhecimentos sobre a
temática “Estado, poder e dominação”, assinale a(s)
alternativa(s) correta(s).
01) A existência de partidos políticos é, por si só,
expressão da corrupção do Estado, pois representa a
fragmentação de seu poder em partes em constante
luta.
02) A principal tarefa dos membros do Poder Legislativo
é elaborar leis e normas que regem a sociedade. Leis
mal formuladas ou a ausência delas podem levar à
corrupção, uma vez que acarretam a possibilidade de
que condutas consideradas erradas fiquem impunes.
04) Práticas de favorecimento e tráfico de influência
podem ser consideradas algumas das formas de
corrupção na administração pública.
08) A divulgação de casos de corrupção pela imprensa
pode ser vista como sinal de vitalidade política, pois
é efeito de uma maior fiscalização da sociedade sobre
os agentes públicos.
16) Quanto menos pessoas ficam sabendo das decisões,
menores são as chances de corrupção no espaço
público, pois um grupo restrito e homogêneo
consegue criar formas mais eficientes de controle da
coisa pública.
 
resposta: 14
Anúncios

UEM 2008 – verão

Questão 04
Saffioti afirma que “A identidade social da mulher, assim
como a do homem, é construída através da atribuição de
distintos papéis, que a sociedade espera ver cumpridos
pelas diferentes categorias de sexo. A sociedade delimita,
com bastante precisão, os campos em que pode operar a
mulher, da mesma forma como escolhe os terrenos em
que pode atuar o homem.” (SAFFIOTI, Heleieth. O
poder do Macho. São Paulo: Moderna, 1987, p.8).
Tendo como referência o texto e seus conhecimentos
sobre a temática de “gênero”, assinale o que for correto.
 
01) Tradicionalmente, as sociedades ocidentais modernas
destinaram às mulheres a tarefa de socializar os
filhos. Contudo, ao longo do tempo, surgiram “novos
arranjos familiares”, pois a família é uma instituição
marcada pelo dinamismo.
02) A atribuição do espaço doméstico à mulher decorre
de sua capacidade natural para realização dos
afazeres de casa e da socialização dos filhos.
04) A educação exerce papel central na constituição das
identidades sociais de homens e de mulheres.
08) A definição de distintos papéis sociais para homens e
mulheres torna legítima, para as diferentes categorias
de sexo, a suposta superioridade dos homens.
16) A inferioridade feminina é exclusivamente social,
sendo que o fenômeno da subordinação da mulher ao
homem atravessa todas as classes sociais.
 
resposta: 21

UEM 2008 – inverno

13 – Considere a reflexão contida no seguinte texto: “A
função biológica de gerar outros seres parecia
prender a mulher às leis inexoráveis da natureza,
torná-la inapta para se alçar ao nível da ‘civilização’
e ser, por excelência, o fator diferencial dos sexos.”
(ALMEIDA, Ângela Mendes. Mães, esposas,
concubinas e prostitutas. Seropédica: Edur, 1996, p.
05). Sobre a temática abordada pela autora, assinale
o que for correto.
 
01) Os recentes avanços políticos, econômicos e
culturais que favoreceram as mulheres em nossa
sociedade são exemplos das concessões feitas
pelos homens.
02) Fatores biológicos não determinam totalmente
os papéis de mulheres e de homens na família.
Por exemplo, na sociedade pós-industrial, os
filhos são criados, muitas vezes, por mãe e pai
que trocam constantemente de papel entre si.
04) Podemos concluir do texto que, em alguns
contextos, a função reprodutiva da mulher foi
um elemento definidor da sua condição como
indivíduo na sociedade.
08) Embora as mulheres tenham acumulado
conquistas políticas significativas nos últimos
tempos, o fato de os homens ainda ocuparem a
maioria dos cargos políticos comprova que esse
é o espaço natural da atuação masculina.
16) A divisão sexual do trabalho ocorre em todas as
sociedades e é fruto de um processo histórico
cultural específico a cada uma delas. É em
decorrência desse processo que algumas
atividades profissionais são predominantemente
femininas e outras masculinas.
 
resposta: 22

UEL 2009

40) O texto a seguir faz referência a uma forma específica de organização do trabalho, que impulsionou o desenvolvimento do capitalismo industrial no século XX.
 
Texto VI
O trabalho era […] prender tampas de vidro em garrafas pequenas. Trazia na cintura a meada de barbante.
Segurava as garrafas entre os joelhos, para poder trabalhar com as duas mãos. Nesta posição, sentado e
curvado sobre os joelhos, os seus ombros estreitos foram se encurvando; o peito ficava contraído durante dez
horas por dia […] O superintendente tinha grande orgulho dele e trazia visitantes para observarem-no […] Isto
significava que ele atingira a perfeição da máquina. Todos os movimentos inúteis eram eliminados. Todos os
movimentos dos seus magros braços, cada movimento de um músculo dos dedos magros, eram rápidos e
precisos. Trabalhava sob grande tensão, e o resultado foi tornar-se nervoso.
(LONDON, J. Contos. São Paulo: Expressão Popular, 2005. p. 98.)
 
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que esta forma de organização do
trabalho
a) implicou um enriquecimento das tarefas a serem desenvolvidas, de tal modo que os trabalhadores poderiam operar, por exemplo, com a habilidade das duas mãos.
b) produziu um trabalhador mais intelectualizado, visto que a complexidade do seu trabalho coincidia com a complexidade da máquina utilizada.
c) apoiava-se no princípio do Just in time, isto é, trabalho a tempo justo, na maior autonomia do trabalhador frente a seus meios de trabalho.
d) generalizou a tarefa parcelar, monótona e desinteressante, pela subordinação do homem à máquina, distanciandoo, assim, do trabalho criativo.
e) revelou-se inviável em outros setores de atividade, como o caso dos escritórios e restaurantes de fast-food, embora tenha cido amplamente utilizada no espaço fabril ao longo do século XX.
 
resposta: D

UEL 2010

Leia o texto a seguir e responda às questões 29 e 30.

 

Ao separar completamente o patrão e o empregado, a grande indústria modificou as relações de trabalho e apartou os membros das famílias, antes que os interesses em conflito conseguissem estabelecer um novo equilíbrio. Se a função da divisão do trabalho falha, a anomia e o perigo da desintegração ameaça todo o corpo social e quando o indivíduo, absorvido por sua tarefa se isola em sua atividade especial, já não percebe os colaboradores que trabalham ao seu lado e na mesma obra, nem sequer tem ideia dessa obra comum. (DURKHEIM, E. A Divisão Social do Trabalho. Apud QUINTEIRO, T.; BARBOSA, M. L. O.; OLIVEIRA, M. G. M. Toque de Clássicos. vol1. Durkheim, Marx e Weber. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007. p. 91.)

    

29) Assinale a alternativa que corretamente define a função moral da divisão do trabalho social segundo E. Durkheim.
a) Ampliar a anomia social.
b) Estimular o conflito de classes.
c) Promover a consciência de classe.
d) Estreitar os laços de solidariedade social.
e) Reproduzir formas de alienação social.

 

Resposta: D

 

UEL 2008

24) Segundo Braverman:
O mais antigo princípio inovador do modo capitalista de produção foi a divisão manufatureira do trabalho […] A divisão do trabalho na indústria capitalista não é de modo algum idêntica ao fenômeno da distribuição de tarefas, ofícios ou especialidades da produção […].
(BRAVERMAN, H. Trabalho e capital monopolista. Tradução Nathanael C. Caixeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. p. 70.)
O que difere a divisão do trabalho na indústria capitalista das formas de distribuição anteriores do trabalho?
a) A formação de associações de ofício que criaram o trabalho assalariado e a padronização de processos industriais.
b) A realização de atividades produtivas sob a forma de unidades de famílias e mestres, o que aumenta a produtividade do trabalho e a independência individual de cada trabalhador.
c) O exercício de atividades produtivas por meio da divisão do trabalho por idade e gênero, o que leva à exclusão das mulheres do mercado de trabalho.
d) O controle do ritmo e da distribuição da produção pelo trabalhador, o que resulta em mais riqueza para essa parcela da sociedade.
e) A subdivisão do trabalho de cada especialidade produtiva em operações limitadas, o que conduz ao aumento da produtividade e à alienação do trabalhador.
resposta: E

Blog Stats

  • 965,970 visitas
%d blogueiros gostam disto: