UEL 2009

24) A palavra “comunidade” entrou no vocabulário popular. É comum ouvir-se, por exemplo, a frase: “UEL promove curso voltado à comunidade”. Utilizada no dia-a-dia, “comunidade” é, no entanto, um conceito fundamental no interior do pensamento sociológico clássico. Para Durhan, na linguagem comum, a noção de comunidade refere-se a uma coletividade na qual os participantes possuem interesses comuns e estão afetivamente identificados uns com os outros. Essa idéia, que pressupõe harmonia nas relações sociais, é altamente valorizada, constituindo, por assim dizer, o ideal da vida social. É nesse sentido que a comunidade aparece como um mito do nosso tempo, pois ao ideal que ela representa opõe-se a realidade do conflito de interesses e da impessoalidade das relações sociais própria da nossa sociedade. (DURHAN, E. R. A dinâmica da cultura. São Paulo: COSACNAIFY, 2004. p. 221.)
 
Com base no enunciado e nos conhecimentos sobre o tema comunidade, considere as afirmativas a seguir.
I. A comunidade, para Tönnies, é um tipo de relação entre vontades humanas caracterizada por uma vontade
social baseada na concordância, nas regras sociais comumente aceitas e na religião.
II. A base da comunidade, de acordo com Weber, reside, a exemplo do que acontece na sociedade, em uma
relação na qual a ação social exprime uma compreensão de interesses por motivos racionais de fins ou de
valores.
III. Segundo Marx, a verdadeira relação de comunidade só é possível no comunismo. Portanto, comunidade e
sociedade de classes são incompatíveis.
IV. A oposição comunidade-sociedade corresponde, de certa forma, à oposição entre solidariedade mecânica
e solidariedade orgânica, introduzida na sociologia francesa por Émile Durkheim.
 
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e III são corretas.
c) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.
 
resposta: D

UEL 2007

31- Segundo Émile Durkheim “[…] constitui uma lei da
história que a solidariedade mecânica, a qual a
princípio é quase única, perca terreno progressivamente
e que a solidariedade orgânica, pouco a
pouco, se torne preponderante”.
Fonte: DURKHEIM, É. A Divisão Social do Trabalho, In Os
Pensadores. Tradução de Carlos A. B. de Moura. São Paulo:
Abril Cultural, 1977, p. 67.
Por esta lei, segundo o autor, nas sociedades
simples, organizadas em hordas e clãs,
prevalece a solidariedade por semelhança,
também chamada de solidariedade mecânica.
Nas organizações sociais mais complexas,
prevalece a solidariedade orgânica, que é aquela
que resulta do aprofundamento da
especialização profissional.
De acordo com a teoria de Durkheim, é correto
afirmar que:
a) As sociedades tendem a evoluir da
solidariedade orgânica para a solidariedade
mecânica, em função da multiplicação dos clãs.
b) Na situação em que prevalece a solidariedade
mecânica, as sociedades não evoluem para a
solidariedade orgânica.
c) As sociedades tendem a evoluir da
solidariedade mecânica para a solidariedade
orgânica, em função da intensificação da divisão
do trabalho.
d) Na situação em que prevalece a divisão social
do trabalho, as sociedades não desenvolvem
formas de solidariedade.
e) Na situação em que prevalecem clãs e hordas,
as sociedades não desenvolvem formas de
solidariedade e, por isso, tendem a desaparecer
progressivamente.
resposta: C

Blog Stats

  • 1.378.465 visitas
%d blogueiros gostam disto: