UEL 2009

31) De acordo com alguns analistas políticos, o populismo ressurgiu na América Latina, nos anos 2000, com as
eleições de Hugo Chaves, na Venezuela, e Evo Morales, na Bolívia. O mesmo tipo de argumento foi utilizado
por ocasião da realização do segundo turno das eleições para Prefeito em Londrina. Segundo o jornalista:
“Londrina reelege [um prefeito] pela quarta vez, após uma depuração surpreendente na Câmara Municipal em
aberta simetria com a pressão da sociedade, o que apresenta um contraponto, mas não é. Populistas viscerais
têm uma resistência surpreendente”.
(Folha de Londrina, 28 out. 2008, p. 4.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema populismo, assinale a alternativa correta.
a) O discurso populista se apóia, efetivamente, em uma elaboração teórica orgânica e sistemática, direcionado às elites locais, que formam sua base de existência.
b) É fundamental para a prática populista clássica resgatar a compreensão, no eleitor, de que a sociedade está dividida em classes sociais e, portanto, o conflito entre elas é inevitável.
c) O populismo é a forma mais avançada de realização da política partidária, uma vez que mobiliza as massas,
infundindo-lhes clareza de consciência sobre o que é o fundo público.
d) Diferentemente das práticas nazistas e fascistas, o populismo encontra no povo um elemento real para a efetivação do combate contra os interesses defendidos pelas elites locais.
e) Dois princípios fundamentais das práticas populistas são a idéia de supremacia da vontade do povo e a existência de uma relação direta entre este e o líder.
resposta: E

UEL 2005

25- Analise a figura a seguir.
Folha de Londrina, Londrina, 02 nov. 2004. p.2.
O populismo foi um movimento político bastante
freqüente na América Latina, especialmente durante o
século XX. Embora, recorrentemente, anuncie-se o
desaparecimento do populismo, certas características
que marcaram suas práticas ainda estão presentes na
organização política brasileira, inclusive na política
municipal.
Assinale a alternativa que apresenta algumas
características definidoras do populismo.
a) Presença da mobilização de uma ‘massa’, ou seja, de
setores das classes populares, com restrita
organização autônoma de classe, e de um tipo
carismático de ligação entre líderes e adeptos.
b) Revezamento na presidência da República, de
representantes das frações de classes ligadas ao
mundo rural com representantes das frações ligadas
à indústria, graças à prática contínua e explícita de
fraudes eleitorais.
c) Controle das eleições através do voto de cabresto e
da obediência pessoal do trabalhador-eleitor ao
patrão-político.
d) Comparecimento, à frente do governo, de um líder
messiânico que representa os interesses de classe
dos setores miseráveis da população em clara
oposição aos interesses das classes trabalhadoras
organizadas em sindicatos.
e) Gestão administrativa marcadamente impessoal,
baseada na racionalidade burocrática e na liderança
de grandes partidos políticos.
resposta: A

UEL 2005

24- “Luiz Ignácio Lula da Silva é o 21º presidente a governar o
Brasil desde que Getúlio Vargas se suicidou, há cinqüenta
anos, em meio a uma turbulenta crise política. Getúlio
assombrou, de uma forma ou de outra, todos eles. Para
muitos, governar significou usar as instituições e modelos
que, implementados por Vargas na década de 30,
fundaram o Brasil moderno. Após Fernando Collor (1990-
1992), parte do trabalho dos governantes é tentar
desmontar o que se convencionou chamar de a herança
da ‘era Vargas’”. (Folha de São Paulo, São Paulo, 22 ago.
2004. Caderno Especial, p. A 1.)
Assinale a alternativa que apresenta características da
“herança da era Vargas”, combatidas por esses
governos a partir da década de 1990.
a) Desequilíbrio entre os três poderes, instaurado por Getúlio
Vargas, quando, munido da Constituição de 1937, atribuiu
ao Executivo direitos absolutos de comando.
b) Traços de forte liberalização, que visam restringir a
regulação e a intervenção estatal na economia; legislação
trabalhista acentuadamente flexível, ancorada,
principalmente, na negociação direta entre trabalhadores
e empresários.
c) Caráter “entreguista”, marca do governo Vargas,
manifestado na política econômica que busca atender às
demandas do mercado interno através de importações
crescentes.
d) Presença de órgãos de fiscalização à imprensa, como o
DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda –
responsáveis por monitorar e censurar os meios de
comunicação.
e) Presença expressiva do Estado na economia,
especialmente por meio de empresas estatais; legislação
trabalhista minuciosa e corporativista.
resposta: E

Blog Stats

  • 1.380.627 visitas
%d blogueiros gostam disto: