UEL 2016

(Uel 2016)  A ordem e o progresso constituem partes fundamentais da Sociologia de Auguste Comte.

Com base nas ideias comteanas, assinale a alternativa correta.

a) A ordem social total se estabelece de acordo com as leis da natureza, e as possíveis deficiências existentes podem ser retificadas mediante a intervenção racional dos seres humanos.

b) A liberdade de opinião e a diferença entre os indivíduos são fundamentos da solidariedade na formação da estática social; essa diversidade produz vantagens para a evolução, em comparação com a homogeneidade.

c) O desenvolvimento das forças produtivas é a base para o progresso e segue uma linha reta, sem oscilações e, portanto, a interferência humana é incapaz de alterar sua direção ou velocidade.

d) O progresso da sociedade, em conformidade com as leis naturais, é resultado da competição entre os indivíduos, com base no princípio de justiça de que os mais aptos recebem as maiores recompensas.

e) O progresso da sociedade é a lei natural da dinâmica social e, considerado em sua fase intelectual, é expresso pela evolução de três estados básicos e sucessivos: o doméstico, o coletivo e o universal.

 

Resposta: A

Anúncios

ENEM 2015

Q40 (Enem 2015 – azul)  A crescente intelectualização e racionalização não indicam um conhecimento maior e geral das condições sob as quais vivemos. Significa a crença em que, se quiséssemos, poderíamos ter esse conhecimento a qualquer momento. Não há forças misteriosas incalculáveis; podemos dominar todas as coisas pelo cálculo.

WEBER, M. A ciência como vocação. In: GERTH, H., MILLS, W. (Org.). Max Weber: ensaios de sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1979 (adaptado).

 

Tal como apresentada no texto, a proposição de Max Weber a respeito do processo de desencantamento do mundo evidencia o(a)

a) progresso civilizatório como decorrência da expansão do industrialismo.

b) extinção do pensamento mítico como um desdobramento do capitalismo.

c) emancipação como consequência do processo de racionalização da vida.

d) afastamento de crenças tradicionais como uma característica da modernidade.

e) fim do monoteísmo como condição para a consolidação da ciência.

 

Resposta: D

ENEM 2014

Q5 (Enem 2014 – azul)

enem2014-q05-nao-ha-vagas

Considerando-se a dinâmica entre tecnologia e organização do trabalho, a representação contida no cartum é caracterizada pelo pessimismo em relação à

a) ideia de progresso.

b) concentração do capital.

c) noção de sustentabilidade.

d) organização dos sindicatos.

e) obsolescência dos equipamentos.

 

Resposta: A

UEM 2008 – inverno

12 – Podemos conceituar mudança social como toda
inovação ocorrida na sociedade de forma geral ou
em um grupo específico. Sobre esse tema, assinale o
que for correto.
 
01) O filósofo Auguste Comte era favorável à
Revolução Francesa, visto que apoiava as
mudanças que ela continha. Afirmava,
entretanto, que as transformações da sociedade
deveriam ser condicionadas pela manutenção da
ordem social.
02) No processo histórico de desenvolvimento das
sociedades humanas, as mudanças são
inevitáveis. É consenso na sociologia que elas
ocorrem em todas as instituições sociais de
modo natural, em circunstâncias semelhantes à
evolução pela qual passam os animais e os
vegetais.
04) Com a ampliação das suas bases industriais na
década de 1950, o Brasil passou por uma grande
transformação: sua população, que era rural,
tornou-se majoritariamente urbana. Essa
mudança foi provocada pelas condições
favoráveis oferecidas nas cidades, isto é, oferta
de emprego, de moradia, serviços de saúde e
educação suficientes para todos aqueles que
imigraram para o espaço urbano.
08) Vê-se, em nossa sociedade urbana industrial,
que as famílias passaram por mudanças. O
outrora preponderante tipo familiar patriarcal
sofreu modificações. Hoje há outras formas de
organização familiar, como a família conjugal
(com a diluição do poder entre mulheres e
homens), a família chefiada por mulheres e a
conjugalidade homossexual.
16) Com base nas conseqüências produzidas pela
Lei Áurea de 1888, no Brasil, podemos concluir
que, dependendo do contexto, mudanças
legislativas não são suficientes para alterar
prontamente padrões cristalizados de relações
sociais.
 
resposta: 25

UEL 2011

38) O positivismo foi uma das grandes correntes de pensamento social, destacando-se, entre seus principais teóricos, Augusto Comte e Émile Durkheim. Sobre a concepção de conhecimento científico, presente no positivismo do século XIX, é correto afirmar:
a) A busca de leis universais só pode ser empreendida no interior das ciências naturais, razão pela qual o conhecimento sobre o mundo dos homens não é científico.
b) Os fatos sociais fogem à possibilidade de constituírem objeto do conhecimento científico, haja vista sua incompatibilidade com os princípios gerais de objetividade do conhecimento e a neutralidade científica.
c) Apreender a sociedade como um grande organismo, a exemplo do que fazia o materialismo histórico, é rejeitado como fonte de influência e orientação para as investigações empreendidas no âmbito das ciências sociais.
d) A ciência social tem como função organizar e racionalizar a vida coletiva, o que demanda a necessidade de
entender suas regras de funcionamento e suas instituições forjadas historicamente.
e) O papel do cientista social é intervir na construção do objeto, aportando à compreensão da sociedade os valores por ele assimilados durante o processo de socialização obtido no seio familiar.
 
resposta: D

 

UEL 2011

25) Leia o texto a seguir.
Em recente debate em torno das denúncias de pedofilia na Igreja Católica, um membro do clero brasileiro
declarou que “a culpa é da sociedade”. De acordo com repercussão na revista Veja, “sociedade”, nestes
termos, é uma abstração destinada a escamotear a verdade – a de que são os indivíduos os responsáveis
por seus delitos.
(Veja, São Paulo, 12 maio 2010, p. 101.)
 
Com base no texto e nas teorias sociológicas clássicas a respeito da relação entre indivíduo e sociedade, é
correto afirmar:
a) Para a concepção materialista da história, a sociedade é um aglomerado de indivíduos, o que impede compreender a vida social em sua totalidade.
b) Para a concepção weberiana, o assunto tratado não é um problema sociológico, haja vista a impossibilidade de
encontrar as relações de sentido nos agentes envolvidos nestas ações.
c) Na concepção durkheimiana, o caminho adequado para se compreender a vida social é priorizar as ações individuais em detrimento das manifestações coletivas.
d) Na perspectiva positivista, a violação de princípios norteadores de uma instituição tende a conduzi-la a um
estado patológico, o que demanda reformas para manter a saúde do corpo social.
e) Na sociedade comunista, indivíduo e sociedade podem viver em paz e harmonia, pois as contradições da vida social desaparecerão.
resposta: D

UEL 2009

25) Observe a charge a seguir.
(Disponível em: <http://janosbiro.blogspot.com/2008/06/mtodo-criacionista.html&gt;. Acesso em: 12 set. 2008.)
Com base na charge e nos conhecimentos sobre método científico e método criacionista, é correto afirmar.
a) O método científico apóia-se na demonstração permanente das conexões internas que constituem efetivamente o objeto, buscando distiguir, neste, a aparência da essência.
b) O método científico aspira à construção de verdades absolutas e invariáveis no espaço e no tempo, motivo pelo qual ele resulta, de modo permanente, na construção de leis sociais gerais.
c) O pressuposto empírico orienta, em todas as etapas da pesquisa, a construção do método criacionista de análise da vida social.
d) A superioridade do método científico em relação ao criacionista está em que o primeiro é imune às ideologias e
instrumentalizações políticas.
e) O método criacionista é típico de sociedades menos desenvolvidas economicamente, ao passo que o método científico é característico de organizações sociais industrializadas.

 

resposta: A

UEL 2007

21- Leia o texto a seguir:
“Mudança social refere-se às modificações que
ocorrem nos padrões de vida de um povo. Essas
modificações são causadas por uma variedade de
fatores, de natureza interna ou externa, isto é, por
forças decorrentes de condições existentes dentro do
grupo ou fora dele”.
Fonte: KOENIG, S. Elementos de Sociologia. Tradução de
Vera Borda, 5. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1976. p. 326.
Com base no texto e nos conhecimentos das
diferentes abordagens teóricas sobre o tema, é
correto afirmar:
a) Émile Durkheim propôs a teoria cíclica da
mudança social, isto é, as sociedades atravessam
períodos de vigor político e declínio que se
repetem.
b) Max Weber considerou que a mudança de um
estado para outro decorre de modificação nos
fatores econômicos essenciais, ou seja, nos
métodos de produção e distribuição.
c) Segundo Karl Marx, a mudança social é causada
pela interação de vários setores de uma cultura,
nenhum deles podendo ser considerado primordial.
d) Os positivistas entendiam a mudança social como
sinônimo de progresso, isto é, definiam os estágios
das sociedades, desde os níveis mais baixos até
os mais elevados, pois consideravam o homem
capaz de atingir uma ordem social perfeita.
e) Tanto Karl Marx como Max Weber defendiam a
teoria do ciclo biológico, ou seja, consideravam
que a raça é o mais importante determinante da
cultura, e que a raça nórdica, superior às outras, é
a principal responsável pelo alto estado de
civilização.
resposta D

UEL 2003

21 – O lema da bandeira do Brasil, “Ordem e Progresso”, indica a forte influência do positivismo na formação política do Estado brasileiro.
Assinale a alternativa que apresenta idéias contidas nesse lema.
a) Crença na resolução dos conflitos sociais por meio do estímulo à coesão social e à evolução natural da nação.
b) Ideais de movimentos juvenis, que visam superar os valores das gerações adultas.
c) Denúncia dos laços de funcionalidade que unem as instituições sociais e garantem os privilégios dos ricos.
d) Ideal de superação da sociedade burguesa através da revolução das classes populares.
e) Negação da instituição estatal e da harmonia coletiva baseada na hierarquia social.
resposta: A

Blog Stats

  • 826,528 visitas
%d blogueiros gostam disto: