ENEM 2015

Q25 (Enem 2015 – azul)  Não nos resta a menor dúvida de que a principal contribuição dos diferentes tipos de movimentos sociais brasileiros nos últimos vinte anos foi no plano da reconstrução do processo de democratização do país. E não se trata apenas da reconstrução do regime político, da retomada da democracia e do fim do Regime Militar. Trata-se da reconstrução ou construção de novos rumos para a cultura do país, do preenchimento de vazios na condução da luta pela redemocratização, constituindo-se como agentes interlocutores que dialogam diretamente com a população e com o Estado.

GOHN, M. G. M. Os sem-terras, ONGs e cidadania. São Paulo: Cortez, 2003 (adaptado).

 

No processo da redemocratização brasileira, os novos movimentos sociais contribuíram para

a) diminuir a legitimidade dos novos partidos políticos então criados.

b) tornar a democracia um valor social que ultrapassa os momentos eleitorais.

c) difundir a democracia representativa como objetivo fundamental da luta política.

d) ampliar as disputas pela hegemonia das entidades de trabalhadores com os sindicatos.

e) fragmentar as lutas políticas dos diversos atores sociais frente ao Estado.

 

Resposta: B

Anúncios

UEM 2009 – inverno

Questão 07
Considerando que a Declaração Universal dos Direitos
Humanos completou 60 anos em 2008 e utilizando seus
conhecimentos sobre o tema “cidadania: direitos sociais,
civis e políticos”, assinale o que for correto.
 
01) Os artigos que integram a Declaração Universal dos
Direitos Humanos expressam a vontade de assegurar
os valores de justiça, solidariedade, igualdade e
tolerância a todos os povos.
02) A existência de regimes democráticos é, em si, uma
garantia de que a cidadania pode ser amplamente
exercida e os direitos humanos assegurados aos
diferentes grupos sociais.
04) Há uma relação direta entre grau de instrução e
garantia de direitos sociais, civis e políticos; por isso,
a luta por educação pública, gratuita e de qualidade é
uma bandeira permanente para diversos movimentos
sociais.
08) Em países nos quais uma pequena parcela da
população concentra a riqueza nacional, a grande
maioria não tem acesso a bens de cidadania como
saúde, educação e habitação.
16) No Brasil, durante o regime militar, a luta pela
afirmação dos direitos civis e políticos foi duramente
reprimida por um Estado que, mesmo autoritário,
criou instituições que asseguraram, por exemplo, o
direito social à aposentadoria.
 
resposta: 29

UEM 2009 – inverno

Questão 13
Considerando as relações entre Estado, Governo e Nação,
assinale o que for correto.
 
01) O Estado pode ser compreendido como uma
instituição social que age dentro de um determinado
território e tem como algumas de suas funções
garantir a ordem e estabelecer regras para as relações
entre os indivíduos.
02) A África do Sul é um exemplo de Estado formado
por populações de diferentes tradições e culturas que
vivem sob a autoridade de um mesmo poder político.
04) Em janeiro de 2009, Barack Obama tomou posse
como presidente dos Estados Unidos da América
(EUA). A eleição desse advogado negro, filho de
uma estadunidense com um queniano, foi um marco
na história daquele país, que teve um passado
escravocrata.
08) Não existem diferenças entre Estado e Governo.
Portanto não há possibilidade de a chefia do Estado
ser desempenhada por um líder e a do Governo por
outro.
16) A República é uma das formas de governo possíveis.
Ela pode ser presidencialista, como a brasileira e a
norte-americana, ou parlamentarista, como a francesa
e a canadense. A monarquia é uma outra forma de
governo e também pode ser parlamentarista, como
acontece na Inglaterra e no Japão.
 
resposta: 23

UEM 2007 – inverno

71 – “No plano da cultura, o regime militar atuou de duas
maneiras diferentes. De um lado, com a censura e a
repressão contra movimentos, entidades, intelectuais
e artistas ligados aos setores democráticos da
sociedade; de outro, com a criação de novos
instrumentos de produção cultural sob o controle
direto ou indireto do Estado, como a Embrafilme
(Empresa Brasileira de Filmes, 1969) e a Funarte
(Fundação Nacional de Arte, 1975). As relações
entre o regime e os agentes culturais (escritores,
artistas, intelectuais etc.), como se pode imaginar,
não foram cordiais” (TEIXEIRA, F. M. P. Brasil:
História e Sociedade. São Paulo: Ática, 2000, p.
304-305).
A respeito da produção artística no Brasil na época
do regime militar, assinale a alternativa correta.
A) Nos anos 60, a cena teatral brasileira foi
revolucionada por montagens teatrais realizadas
pelo Teatro de Arena e pelo Teatro Oficina, que
tiveram alguns de seus integrantes perseguidos
pelos órgãos de repressão civil e militar.
B) O movimento conhecido como “Cinema Novo”
resultou do profundo impacto exercido pelo
prestígio popular das telenovelas sobre os
cineastas nacionais que, na década de 1940,
organizaram-se para revolucionar a arte
brasileira.
C) O Tropicalismo foi um movimento cultural que,
na década de 1960, abrangeu diversas expressões
artísticas como o cinema, o teatro, a música, as
artes plásticas e que teve, na figura do
modernista Mário de Andrade, seu principal
adversário.
D) Expressões musicais de massa como o Axé, o
Sertanejo e o Pagode foram incentivadas pelo
regime militar como um meio de combater a
força das mensagens altamente politizadas do
movimento conhecido como Jovem Guarda.
E) Ziraldo, Jaguar, Henfil e outros autores de
histórias em quadrinhos foram condecorados
pelo regime militar por suas contribuições ao
desenvolvimento da arte nacional por meio do
jornal “O Pasquim”.
 
resposta: A
 

UEL 2009

26) Ancorado na formulação do General Golbery do Couto e Silva de uma abertura “lenta, gradual e restrita”, o processo de redemocratização do Brasil teve como um de seus desdobramentos a anistia “ampla, geral e irrestrita”. No entanto, passadas duas décadas, as feridas daquele período continuam abertas, seja pelo fato de dezenas de vítimas da repressão continuarem classificadas como “desaparecidas”, seja pelos pedidos de indenização por parte daqueles que declaram ter sofrido os “excessos do regime militar”.
Com base nos conhecimentos sobre o regime militar no Brasil e a transição política para a democracia, considere
as afirmativas a seguir.
I No regime militar, vigorou o Estado de Direito, isto é, a preservação, pelos generais, da cidadania plena,
como preceito inviolável a ser mantido a qualquer custo.
II O regime militar implicou para a economia brasileira uma acelerada industrialização e modernização do
país, com a construção, inclusive, de usinas nucleares.
III A principal resistência ao regime militar teve origem nas camadas de baixa renda, que forneceram os
principais efetivos humanos da guerrilha urbana brasileira.
IV A transição democrática produziu, de um lado, o movimento pela Constituinte e, de outro, o fim do bipartidarismo, expresso pela Aliança Renovadora Nacional (ARENA) e pelo Movimento Democrático Brasileiro
(MDB).
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e III são corretas.
c) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

 

resposta: C

 

Blog Stats

  • 1.327.645 visitas
%d blogueiros gostam disto: