ENEM 2017

(Enem 2017)  Sou filho natural de uma negra, africana livre, da Costa da Mina (Nagô de Nação), de nome Luiza Mahin, pagã, que sempre recusou o batismo e a doutrina cristã. Minha mãe era baixa de estatura, magra, bonita, a cor era de um preto retinto e sem lustro, tinha os dentes alvíssimos como a neve, era muito altiva, geniosa, insofrida. Dava-se ao comércio — era quitandeira, muito laboriosa e, mais de uma vez, na Bahia, foi presa como suspeita de envolver-se em planos de insurreição de escravos que não tiveram efeito.

AZEVEDO, E. “Lá vai verso!”: Luiz Gama e as primeiras trovas burlescas de Getulino. In: CHALHOUB, S.; PEREIRA, L. A. M. A história contada: capítulos de história social da literatura no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1998 (adaptado).

 

Nesse trecho de suas memórias, Luiz Gama ressalta a importância dos(as)

a) laços de solidariedade familiar.

b) estratégias de resistência cultural.

c) mecanismos de hierarquização tribal.

d) instrumentos de dominação religiosa.

e) limites da concessão de alforria.

 

Resposta: B

Anúncios

ENEM 2017

(Enem 2017)

questao90.enem2017 zuzuangelcangaço.png

Elaborada em 1969, a releitura contida na Figura 2 revela aspectos de uma trajetória e obra dedicada à

a) valorização de uma representação tradicional da mulher.

b) descaracterização de referências do folclore nordestino.

c) fusão de elementos brasileiros à moda da Europa.

d) massificação do consumo de uma arte local.

e) criação de uma estética de resistência.

 

Resposta: E

filme “A Experiência Cruspiana” – 1986

A Experiência Cruspiana é um documentário realizado em junho de 1986 sobre o CRUSP, a moradia estudantil da USP, desde sua ocupação por estudantes em luta por moradia em 1963. O CRUSP retratado é um importante ponto de resistência política contra a ditadura militar, nos anos 1960 e 1970, além de um espaço de experiências comunitárias diversas nos anos 1980. O documentário foi dirigido por Nilson Queiróz Couto e recebeu o “Prêmio Estímulo” da Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo.

 

UEM 2009 – inverno

Questão 10
Considerando o papel das sociedades indígenas no
processo de formação da diversidade étnica brasileira,
assinale o que for correto.
 
01) O trabalho nessas sociedades é marcado por três
elementos básicos: relações de parentesco,
obrigações rituais e míticas e falta de separação entre
atividades produtivas e lúdicas.
02) Para além da diversidade de comunidades, de grupos
e de nações indígenas, é possível identificar o “índio
brasileiro” como portador de uma identidade étnica
única.
04) As populações indígenas gastam pouco tempo
executando tarefas voltadas à satisfação de suas
necessidades materiais e sociais, porque são
naturalmente mais vagarosas.
08) O contato interétnico entre índios e brancos, durante
o processo de colonização da sociedade brasileira,
provocou o genocídio de diversas populações
indígenas, revelando que essas relações foram
reguladas pela violência.
16) As posturas colonialistas partiam da oposição entre
“primitivos” e “civilizados”, o que fez que a
contribuição dos povos indígenas ao processo de
formação da sociedade brasileira fosse identificada
como sinal de atraso.
 
resposta: 25

UEM 2008 – inverno

19 – De diferentes formas e portando objetivos variados,
os movimentos sociais tiveram presença constante
na história de muitas sociedades. A respeito desse
tema, assinale o que for correto.
 
01) A repressão exercida pelo regime militar
instaurado no Brasil em 1964 sobre a sociedade
civil conseguiu bloquear a organização dos
movimentos sociais. Durante toda a sua
vigência até o período da transição para o
regime democrático, o país não experimentou
movimentos de resistência.
02) Como os movimentos sociais não visam à
apropriação do Estado, a sua história, de forma
geral, mostra que eles sempre tiveram impactos
muito reduzidos no sistema político.
04) A análise desenvolvida por Karl Marx no século
XIX sobre o capitalismo disseminou-se pela
Europa e por outras partes do mundo,
inspirando e influenciando fortemente o
movimento operário do século XX.
08) Movimentos como o ecológico, o feminista e os
étnicos passaram a ter uma presença marcante
nas sociedades contemporâneas. Alguns dos
seus intérpretes afirmam que eles contribuíram
decisivamente para deixar visíveis novas
dimensões das contradições e das opressões
existentes nas relações sociais.
16) Os movimentos sociais expressam ações
coletivas que, dependendo dos seus princípios
norteadores e dos grupos que mobilizam, podem
tanto visar a mudanças na sociedade como opor-se
a elas.
 
resposta: 28

UEL 2005

26- Diversos movimentos sociais emergiram nos anos 1990,
no Brasil, e na América Latina (Movimento dos Sem
Terra, Zapatistas, Piqueteros, entre outros). Apesar de
suas diferenças políticas, sociais e ideológicas, esses
movimentos combatem o caráter concentrador de
riqueza praticado por governos apoiados em políticas
econômicas de estabilização monetária apresentadas
como antiinflacionárias, que dão primazia ao pagamento
da dívida externa por meio do superávit primário. Tais
políticas econômicas são também denominadas:
a) Nacional-desenvolvimentistas, por priorizarem o
desenvolvimento da indústria de capital nacional em
detrimento dos investimentos estrangeiros.
b) De bem-estar social, por priorizarem o
estabelecimento de um grande pacto social entre as
classes e os grupos sociais nacionais, como forma de
gerir responsavelmente o fundo público.
c) Neoliberais, pois, em nome do desenvolvimento do
país, priorizam os interesses econômicos e políticos
de frações sociais ligadas ao capital financeiro
nacional e internacional.
d) Nacional-populistas, pois, como no governo de João
Goulart, voltam-se para a ampliação dos direitos
sociais e trabalhistas, beneficiando milhões de
trabalhadores em condições precárias de trabalho.
e) De Planificação Estatal, uma vez que se encontram
estruturadas em torno do princípio de crescer para
redistribuir, opondo, assim, o Estado Nacional ao
livre-comércio global.
resposta: C

UEL 2004

31- Leia a seguir uma declaração sobre as atuais conseqüências do processo de globalização, feita pelo Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN), movimento revolucionário que surgiu em 1994 na região de Chiapas, no México.
“O mundo do dinheiro, o mundo deles, governa a partir das bolsas de valores. A especulação é hoje a principal fonte de enriquecimento […] Já não é necessário o trabalho para produzir riqueza, agora só se precisa de especulação […] A globalização dos mercados significa eliminar fronteiras para a especulação e o crime, e multiplicá-las para os seres humanos. Os países são obrigados a eliminar suas fronteiras com o exterior para facilitar a circulação do dinheiro, porém se multiplicam as fronteiras internas […] O neoliberalismo não transforma os países em um só, transforma os países em muitos países […] Quanto mais o neoliberalismo avança como sistema mundial, mais crescem o armamento e o número de efetivos dos exércitos e polícias nacionais. Também aumenta o número de presos, desaparecidos e assassinados nos diversos países.” (Comando Geral do EZLN. Segunda Declaración de La Realidad. In: DI FELICE, Massimo; MUNOZ, Cristobal (Orgs.). A revolução invencível. São Paulo: Boitempo, 1998. p.178-179.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que o EZLN:
a) Incentiva o neoliberalismo porque este assegura que um país se transforme interna e vantajosamente em muitos outros países.
b) Apóia a globalização porque ela faz com que os países eliminem suas fronteiras territoriais.
c) Entende que a eliminação de fronteiras que limitam a circulação monetária favorece a equânime distribuição das riquezas.
d) Defende uma resistência ao processo de globalização que faz proliferar dentro dos países as fronteiras internas de classes, etnias, culturas, etc.
e) Entende que o modelo socioeconômico neoliberal é gerador de paz social e consolidador de direitos civis.
resposta: D

Blog Stats

  • 1.324.839 visitas
%d blogueiros gostam disto: