ENEM 2014

Q5 (Enem 2014 – azul)

enem2014-q05-nao-ha-vagas

Considerando-se a dinâmica entre tecnologia e organização do trabalho, a representação contida no cartum é caracterizada pelo pessimismo em relação à

a) ideia de progresso.

b) concentração do capital.

c) noção de sustentabilidade.

d) organização dos sindicatos.

e) obsolescência dos equipamentos.

 

Resposta: A

UEL 2012 – 2ª fase

2 – O texto a seguir narra um episódio exemplar da expansão econômica americana no Brasil, evidenciando a visão etnocêntrica da imprensa da época:
 
Em 1927, o governo do Pará cedeu a Henry Ford um milhão de hectares para o plantio de seringueiras. A Ford Motor Company precisava da borracha para fazer seus pneus, e os altos custos da importação de látex da Ásia pareciam uma boa razão para tal investimento em plena floresta amazônica. No caso de Ford, que tinha à sua disposição todos os recursos do mundo industrial, os jornalistas não tinham dúvida a respeito do resultado e falavam de sua missão civilizadora numa linguagem cheia de expectativa. A Revista Times relatou que Ford pretendia aumentar todos os anos suas plantações de seringueiras “até que toda a selva esteja industrializada”,  saudada pelos habitantes da floresta: “logo as jiboias virão, os macacos farão um grande alarido. Índios armados com pesadas lâminas liquidarão seus antigos  perseguidores para abrir caminho para limpadores de parabrisas, tapetes e pneus”. Ford estava levando a “magia do homem branco para o mundo selvagem”,   escreveu o Washington Post, “pretendendo produzir não apenas borracha, mas também os itens para os quais ela era a matéria-prima”.
(Adaptado de: GRANDIN, Greg. Fordlândia: a ascensão e queda da cidade esquecida de Henry Ford na selva. Rio de Janeiro: Rocco, 2010. p.18.)
 
Com base no texto e nos conhecimentos sobre a industrialização no Brasil, explique as consequências dessas transformações econômicas e culturais.
 
QUESTÃO 2 – EXPECTATIVA DE RESPOSTA
Conteúdo: Relação homem/natureza na perspectiva do trabalho e da cultura. Os processos de industrialização e as mudanças econômicas e sua interferência no modo de vida das populações regionais.
 
Resposta esperada
O candidato deve analisar as transformações ocorridas no Brasil, no século XX, e as mudanças culturais na sociedade brasileira, aplicando e fazendo sínteses dos  conceitos de cultura, trabalho, etnocentrismo e desenvolvimento econômico. Será importante, também, explicar a concepção tradicional de desenvolvimento  econômico e a visão etnocêntrica de processo civilizatório (o etnocentrismo e a diversidade étnica.) 

UEM 2009 – inverno

Questão 11
Considerando os impactos das transformações sociais
sobre o papel das mulheres nas esferas pública e privada,
assinale o que for correto.
 
01) As lutas do movimento feminista garantiram às
mulheres o direito de decidir sobre o uso do próprio
corpo no que se refere à reprodução e à contracepção,
mas não em relação ao aborto, procedimento
considerado crime em diversos países.
02) Uma das ações do movimento feminista foi a de
questionar a heterossexualidade como norma e
possibilitar o reconhecimento de outras
manifestações da sexualidade, como a bissexualidade
e o lesbianismo.
04) Em boa parte do mundo ocidental, as uniões
monogâmicas são uma das marcas da família nuclear,
formada por homem, mulher e filhos. Nesse universo,
a poligamia, união de um homem ou de uma mulher
com mais de um cônjuge, é ilegal, apesar de
existirem registros de sua prática.
08) No Brasil contemporâneo, o fenômeno da violência
urbana tem vitimado mais os homens jovens do que
as mulheres, contribuindo para um desequilíbrio na
pirâmide etária e de gênero.
16) Quando ocupam postos de mando no mercado de
trabalho, as mulheres recebem salários iguais ou
superiores aos dos homens que desempenham as
mesmas funções que elas, pois a desigualdade sexual
é um fenômeno superado.
 
resposta: 15

UEM 2009 – inverno

Questão 14
Utilizando seus conhecimentos sobre o conceito de
“modo de produção”, assinale o que for correto sobre
suas características no capitalismo.
01) Exige que o trabalho humano acompanhe as
constantes transformações do mundo do trabalho,
separando as unidades de concepção das de
produção.
02) Estruturou a divisão da sociedade entre proprietários
dos meios de produção e proprietários da força de
trabalho. Essa diferenciação marcou não só as
relações dentro de ambientes fabris, mas também os
locais de moradia e lazer dos trabalhadores.
04) Organizou a produção de uma forma de
conhecimento científico que propiciou a apropriação
intensa da natureza. Contudo os benefícios gerados
por tal apropriação não alcançaram a sociedade como
um todo.
08) Ao mesmo tempo em que deixou o indivíduo livre
para trocar sua força de trabalho por salário, gerou
um processo de alienação do trabalhador.
16) Procurou o aperfeiçoamento técnico constante, mais
produtividade dos operários e racionalização dos
processos produtivos, com o objetivo de expandir os
lucros e baixar os custos de produção.
 
resposta: 31

UEM 2009 – inverno

Questão 17
A utilização crescente de recursos eletrônicos em
diversos ramos da produção industrial tem provocado
transformações significativas na vida social.
Considerando seus conhecimentos sobre o tema, assinale
a(s) alternativa(s) correta(s).
01) As Tecnologias da Informação e da Comunicação
podem ser consideradas produtos de uma nova fase
da revolução industrial baseada no desenvolvimento
da microeletrônica.
02) A organização industrial contemporânea permite um
modo de produção descentralizado, em que os
componentes de um determinado produto podem ser
fabricados em diferentes lugares do globo e depois
encaminhados para montadoras com sedes em
territórios estratégicos para o comércio mundial.
04) No trabalho ligado às tecnologias informacionais,
existem diversas formas de monitoramento eletrônico
das atividades, o que pode ser caracterizado como um
mecanismo de controle social.
08) A chamada “sociedade da informação” caracteriza-se
pela abolição da mais-valia e pela instauração de um
modelo econômico pós-capitalista.
16) As novas tecnologias da informação vêm
acompanhadas do fortalecimento dos sindicatos e da
ampliação das ofertas de emprego, reforçando antigas
conquistas do movimento trabalhista, como a
proteção e o direito de registro em carteira de
trabalho.
 
resposta: 07

UEM 2009 – inverno

Questão 20
Leia o seguinte texto:
“Muitos trabalham ilegalmente nas oficinas de costura no
centro da cidade ou em atividades ligadas ao comércio.
Geralmente as jornadas de trabalho são de até 12 horas e,
lógico, estão completamente desprovidos do acesso à
saúde e educação. São, na maioria, homens, na faixa
etária de 20 a 40 anos, sem qualificação profissional, que
enfrentam uma longa viagem de ônibus em busca de uma
vida melhor. As principais portas de entrada são a
fronteira brasileira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, no
Estado do Paraná e a fronteira da Bolívia com o Brasil,
em Corumbá, Estado do Mato Grosso do Sul. A
intermediação da imigração ilegal é feita por
agenciadores de mão-de-obra que cobram cerca de 400
dólares para facilitar a entrada e a colocação destes
imigrantes no mercado de trabalho.” (Revista Sociologia,
ano I, no.6, p. 66.)
A respeito do trecho acima e do tema por ele tratado,
assinale o que for correto.
01) Devido às dificuldades na travessia da fronteira
norte-americana, os mexicanos buscam o Brasil
como forma de oficializar seu movimento imigratório
e ingressar legalmente nos países de economias
desenvolvidas, como Portugal ou Canadá.
02) O elemento mediador da imigração moderna é o
trabalho. Por meio dele, produz-se o processo de
inserção ou de exclusão social e justifica-se a
presença na sociedade receptora e a ausência na
sociedade de origem.
04) O Brasil recebe atualmente um número significativo
de imigrantes oriundos de outros países da América
Latina, principalmente bolivianos e paraguaios, que,
ao ingressarem ilegalmente no país, passam a viver
em condições precárias de trabalho e de habitação.
08) No Brasil, historicamente, os movimentos de
imigração de populações têm sido essenciais no
suprimento da demanda de mão-de-obra empregada
em diferentes ramos das atividades produtivas.
16) As estruturas sociais da sociedade capitalista tendem
a se reproduzir na atividade imigratória
intrarregional. Assim, o grau de inserção social do
imigrante latino-americano está intimamente ligado à
sua condição de classe e escolarização.
 
resposta: 30

UEM 2008 – verão

Questão 04
Saffioti afirma que “A identidade social da mulher, assim
como a do homem, é construída através da atribuição de
distintos papéis, que a sociedade espera ver cumpridos
pelas diferentes categorias de sexo. A sociedade delimita,
com bastante precisão, os campos em que pode operar a
mulher, da mesma forma como escolhe os terrenos em
que pode atuar o homem.” (SAFFIOTI, Heleieth. O
poder do Macho. São Paulo: Moderna, 1987, p.8).
Tendo como referência o texto e seus conhecimentos
sobre a temática de “gênero”, assinale o que for correto.
 
01) Tradicionalmente, as sociedades ocidentais modernas
destinaram às mulheres a tarefa de socializar os
filhos. Contudo, ao longo do tempo, surgiram “novos
arranjos familiares”, pois a família é uma instituição
marcada pelo dinamismo.
02) A atribuição do espaço doméstico à mulher decorre
de sua capacidade natural para realização dos
afazeres de casa e da socialização dos filhos.
04) A educação exerce papel central na constituição das
identidades sociais de homens e de mulheres.
08) A definição de distintos papéis sociais para homens e
mulheres torna legítima, para as diferentes categorias
de sexo, a suposta superioridade dos homens.
16) A inferioridade feminina é exclusivamente social,
sendo que o fenômeno da subordinação da mulher ao
homem atravessa todas as classes sociais.
 
resposta: 21

UEM 2008 – verão

Questão 12
A respeito da organização do processo produtivo na
economia capitalista no período pós Segunda Guerra
Mundial, assinale o que for correto.
 
01) A concentração espacial das distintas etapas do
processo produtivo, o forte controle sobre elas e a
acentuada hierarquização das funções constituem
características do denominado modelo fordista.
02) Pode-se dizer que o toyotismo foi uma resposta à
crise da economia capitalista mundial manifesta na
década de 1970. Ele se caracterizou, entre outros
fatores, pela exigência de maior versatilidade dos
trabalhadores para o desempenho das funções.
04) O período em que vigorou hegemonicamente o
modelo fordista foi acompanhado pela expansão dos
serviços públicos. Nos países de capitalismo central,
essa expansão produziu o denominado Estado de bem
estar social.
08) O fordismo caracterizou-se por métodos que
procuraram fazer que os próprios operários
internalizassem a disciplina de trabalho necessária
para a acumulação capitalista. Assim, dispensou a
necessidade de várias funções intermediárias do
processo produtivo.
16) Embora distintos, o fordismo e o toyotismo
coincidiram, igualmente, com períodos de
enfraquecimento das organizações sindicais dos
trabalhadores.
 
resposta: 07

UEM 2008 – verão

Questão 15
Sobre a formação das classes sociais no Brasil, no
período de transição do trabalho escravo para o livre,
assinale o que for correto.
 
01) A produção do café para exportação contou com o
emprego de uma mão-de-obra livre, a dos colonos,
mas não necessariamente assalariada.
02) A expansão da cafeicultura estimulou o crescimento
de cidades como São Paulo, que demandavam
alimentos ofertados, principalmente, pelas lavouras
dos colonos, trabalhadores livres que,
paulatinamente, substituíram o trabalho escravo.
04) Durante o período em que vigorou a escravidão, o
mercado consumidor de produtos localmente
manufaturados era grande, tornando possível
identificar uma produção industrial intensa e,
portanto, uma classe operária constituída.
08) Nos cafezais em formação, o colono tinha permissão
para cultivar alimentos entre os pés de café, sendo
essa prática uma das principais características do
regime de colonato, um estágio tido como transitório
pelo colono e por sua família.
16) A construção acelerada das estradas de ferro nas
últimas décadas do século XIX, a elevação de tarifas
aduaneiras e a substituição do trabalho escravo pelo
trabalho livre foram medidas que inviabilizaram um
modelo de desenvolvimento econômico que
conduziria à consolidação de duas classes sociais no
Brasil: a burguesia e o proletariado.
 
resposta: 11

Entradas Mais Antigas Anteriores

Blog Stats

  • 862,470 visitas
%d blogueiros gostam disto: